Resenha do livro " Porque não sou cristão" de Bertrand Russell

24 de agosto de 2020

 

Hoje trago o "Porque não sou cristão" do escritor, matemático e filósofo inglês Bertrand Russell. O livro traz uma serie de ensaios, palestras e artigos do autor sobre o tema da religião. Assumidamente ateu e humanista, Bertrand é o mais franco e objetivo possível na defesa do seu pensamento. O que como sempre, chocou e causou muita polemica na sociedade e academia. Entretanto, como o próprio texto na capa nos diz, coloca questões que se não aceitas pelo leitor, pelo menos não poderão ser ignoradas. 

Atualmente posso dizer que sou agnóstica, mas até chegar a esse ponto foram muitos anos de questionamentos e culpa por não aceitar as crenças da minha família e amigos.

Procurar conhecer melhor as suas questões, lendo participando de grupos e etc, é libertador. Tanto para se identificar com um grupo, ou mesmo descobrir que não há identificação. Como foi o meu caso, depois de muitos anos participando de comunidades religiosas e lendo sobre isso, não houve identificação. E a leitura da obra de Russell foi fundamental para entender isso, me dando algumas pistas para encontrar outros caminhos a seguir.

E você se identifica com a temática?

Se você gostou da resenha deixo aqui o link do livro para caso você queira adquirir, e ajudar o blog com uma pequena comissão, ok!?

Livro Porque não sou cristão, Bertrand Russell; https://amzn.to/3j9HhPp


 

Resenha trilogia ¨Os caminhos da Liberdade¨ de Jean Paul Sartre

11 de agosto de 2020

 

Esse foi o meu primeiro contato com a obra do escritor e filósofo Jean Paul Sartre, e com a Filosofia de uma forma geral, isso porque o livro é uma ficção, mas usa a teoria do Existencialismo como cerne na narrativa.

Somos as nossas escolhas de vida, somos livres para encaminha-la da forma como quisermos, temos liberdade, mas somos também; nas palavras do próprio autor; ¨condenados a sermos livres¨. A angustia da escolha, a procura pela liberdade de ser se tornam também uma prisão.

Mathieu é um professor de Filosofia que vive a vida livre, e se orgulha disso, mas vai ver sua vida de ponta cabeça quando sua amante lhe diz que está grávida. Dai por diante entraremos em contato com personagens e amigos do herói que vão ¨ajudar¨ a resolver esse acidente. Amigos que são e estão mais perdidos na vida do que o próprio professor.

O autor continua sua narrativa adentrando os conflitos que deram inicio a Segunda Guerra Mundial, fazendo com que o segundo volume da obra transparecesse em sua escrita a desordem e a angustia mental dos personagens. Os parágrafos são confusos, exigindo que você os leia mais de uma vez, pois num momento você acompanha um personagem, e logo na próxima palavra sentimos estar em outro ambiente. 

Conforme o conflito vai se desenrolando, vamos vendo os parágrafos voltando ao normal, e a historia dos personagens se encaminhando. A trilogia termina em aberto, mas com imensas mudanças nas vidas dos personagens da trama impactadas pela carnificina do conflito que deixou a Europa em frangalhos.     

A obra fez com que eu me apaixonasse pela Filosofia, e foi a porta de entrada para outros autores com tantas outras teorias que responderiam meus grandes pontos de interrogação! 


Se você se interessou pelo livro deixo aqui o link para onde você pode encontra-lo, e assim me ajudar com uma pequena comissão com a compra dele:

Box Nova Fronteira Os caminhos da Liberdade: https://amzn.to/33NRJI7



Resenha do livro ¨A mulher do tenente francês¨ de John Fowles

30 de julho de 2020


Titulo original: The French Lietenant´s woman

O livro do autor inglês  John Fowles, o mesmo de ¨O Colecionador¨, é um dos livros que mais marcaram a minha vida. Além de contar a história de um amor proibido entre Charles e Sarah, ambientado na segunda metade do século XIX, o autor faz digressões para criar um paralelo daquele momento histórico com os tempos atuais, (no caso a década de 60 do século XX, o presente do narrador).

Darwin acabava de publicar sua obra prima ¨A origem das espécies¨, o que provocou profundas mudanças cientificas e sociais na rígida sociedade vitoriana inglesa. A partir daí os personagens principais vão se debater sobre seus costumes, suas crenças e principalmente,  o papel dos sexos nessa sociedade. Um livro incrível que mexeu muito comigo e me fez pensar em vários aspectos da nossa vida atual, e repensar certezas imutáveis.

E pra fechar com chave de ouro, e te dar comichões de ler essa maravilha. só vou dizer isso: o livro tem dois finais bem distintos! Divirta-se!

E me conte como foi sua leitura, já estou esperando os seus agradecimentos pela indicação!!

Como sempre deixo aqui o link para você comprar o livro, e ajudar a mim com uma pequena comissão na compra;

A Mulher do Tenente Francês livro: https://amzn.to/2X9QezI

Tem também o filme inspirado no livro aqui: https://amzn.to/2Xak2fN

Resenha do livro ¨Em busca do tempo perdido¨ de Marcel Proust

28 de julho de 2020


Título original: À la recherche du temps perdu

Depois de quase três anos de leituras, terminei os sete volumes de ¨Em busca do tempo perdido¨ do autor francês Marcel Proust. Sim, na foto acima falta um livro, o ¨A prisioneira¨ o quinto volume dessa edição da Biblioteca Azul, que está esgotado em edição física. Por isso, fui obrigada a ler esse volume no e-book no Kindle (aplicativo da Amazon).

A diferença dessa edição para as outras, é que tem a tradução feita em alguns volume de Mário Quintana e Carlos Drummond de Andrade. Além dos textos de apoio bem completos, que eu  recomendo ler depois de todos os volumes completamente lidos, pois contem spoilers.

Nem de longe um livro chato!

O livro conta a historia do narrador desde sua infância, contando suas aventuras e percepções da vida infantil, até sua formação como adulto frequentando a alta aristocracia e burguesia francesa. Seus amores, amizades, desgostos e prazeres da vida que vão evoluindo conforme a idade vai passando.

Acho curioso como algumas pessoas apontam a obra como difícil ou enfadonha. Claro que existe um grau de dificuldade na escrita elegante do autor, mas aos poucos você vai se adaptando.

Cheio de reviravoltas, fofocas, intrigas, assuntos tabu; como sexualidade, homossexualidade e bissexualidade; tudo isso na ¨high society¨da França do começo do século XX.

Pra mim foi bem fácil me empolgar com a narrativa! Além é claro, da espantosa facilidade do autor em descrever percepções e sentimentos, que você mesmo já sentiu e nunca conseguiu colocar em palavras. Enfim, uma obra necessária nas leituras de qualquer pessoa minimamente interessada na literatura mundial.

Uma leitura pra carregar no coração pro resto da minha vida!

#marcelproust #embuscadotempoperdido #literatura #literaturafrancesa #livros


Se você se interessou, clique nos links a seguir assim você me ajuda com uma pequena comissão se comprar os livros, ok!?  Aproveita que tá todos pela metade do preço hoje 28/07/2020

A obra completa pela Nova Fronteira: https://amzn.to/2P9trzv

Edição Biblioteca Azul - volume 1 No caminho de Swann: https://amzn.to/3f4oi6F

Edição Biblioteca Azul - volume 3  O caminho de Guermantes: https://amzn.to/2Dd4xws

Edição Biblioteca Azul - volume 4 Sodoma e Gomorra: https://amzn.to/3feEqCI

Edição Biblioteca Azul - volume 7 O tempo redescoberto: https://amzn.to/39ErOmX

Edição Biblioteca Azul - volume 2 À sombra das raparigas em flor: https://amzn.to/2CVGwKu

Edição Biblioteca Azul - volume 6 A fugitiva: https://amzn.to/2CP8dES


Digite seu email e receba nossas
atualizações gratuitamente

Topo